O Tiro com Arco

Um dos esportes que mais cresce no país, o arco e flecha como é conhecido, tem suas raízes históricas muito fortes no Brasil e no mundo. 

Desde os tempo ancestrais usado como arma de caça e de guerra, passou por muito aprimoramento, tanto nas técnicas de tiro, quanto no próprio material.

Hoje temos arcos e flechas que variam da madeira ao mais sofisticado alumínio ou modernas fibras de carbono, oferecendo um leque enorme de modelos e estilos variados. 

É um esporte que exige concentração, prática e, acima de tudo, técnica. A postura correta é a base para um bom aproveitamento e para uma boa consistência dos tiros.

Para muitos, um esporte competitivo e encarado seriamente a nível de competições estaduais, nacionais e internacionais. O Brasil tem hoje atletas colocados em ótimas posições nos rankings e campeonatos mundiais, teve representantes nas 2 últimas Olimpíadas e existem, em parceria com o Governo Federal, programas de treinamento de nível mundial para desenvolver ainda mais os arqueiros brasileiros.

Para outros, um hobbie maravilhoso que, além da atividade física, proporciona amizade e companheirismo quando se está na linha de tiro. Pode ser muito divertido atirar com os amigos, ou ter a fama de ser "o arqueiro" da sua turma.

 

Categorias de Arcos

Existem diversos estilos de arcos ao redor do mundo. O arco japonês, para a prática do Kyudô, o arco coreano, o longbow... Diversas culturas que partilham do mesmo passado histórico com o arco e flecha.

A FeGAF tem como foco de seus treinamentos duas categorias, o arco recurvo olímpico e o arco composto. 

A diferença entre os dois está em sua estrutura. O arco recurvo utiliza a força das lâminas para disparar a flecha para a frente, fazendo com o o arqueiro sustente toda a força até o fim. É o único arco que compete nos Jogos Olímpicos e Pan Americanos.

O arco composto utiliza um moderno sistema de roldanas, que permite que o arco atire a flecha para frente, mas sem que o arqueiro tenha que sustentar toda a força do arco, com uma redução do esforço no final.